eu sempre fui apaixonado pelas estrelas, o céu noturno sempre me fascinou e continua me fascinando MUITO e eu consigo lembrar como se fosse hoje a primeira vez que vi uma pessoa cheia de sardas e fiquei encantado: ela tinha um céu só dela, cheio de estrelas!!!

depois de adulto comecei a perceber que muitas das pessoas que têm suas “constelações” têm vergonha, não gostam delas, tentam esconder o disfarçar… e daí veio a ideia de transformar isso em um projeto fotográfico. porque não é apenas sobre ter o Universo na pele, é se orgulhar disso, se afirmar, não deixar ninguém dizer o que é uma pele “certa” ou uma pele “errada”.

é sobre as estrelas do céu, da pele e também as estrelas que vêm de dentro! afirmação, diversidade e auto-estima estão há anos-luz de sair de moda!

Menu